Fundador
Tommaso Manini

1803

Nascimento

Nasceu em 7 de maio em Reggio Emilia, filho de Pietro e Giuseppina Rocca.

1822

O “Sim”

Aos 19 anos ingressou no Instituto dos Clérigos Regulares de São Paulo e no ano seguinte professou solenemente votos religiosos na família Barnabita.

1832

Nasce uma nova missão

Padre Manini com 26 anos e carrega em seu coração o entusiasmo de um jovem consagrado a Deus e o fogo carismático do Fundador. Diante do espetáculo cotidiano de crianças à mercê da rua, no dia 21 de novembro, abre a escola das Freiras de San Carlo como eram chamadas nas origens. A escola da Providência é completamente gratuita e é uma novidade incomum demais para não ser sentida pela imprensa: “É um espetáculo na rua dos carpinteiros fervendo de pessoas com suas garotas sem educação e barulhentas”.

1835

Tempo de despedida

O Padre Manini foi nomeado Superior de São Dalmazzo em Turim, deve deixar Roma e o instituto recém fundado, mas sempre o levará em seu coração com o amor de um pai; ele cumprimenta suas filhas abençoando-as uma a uma: “Não és nem de ti mesma nem de ninguém, mas és de Deus. O amor que tens ao Senhor vos ensinará e vos moverá no empreendimento generoso para poder dizer, como a noiva sagrada: ‘meu amado é todo meu e eu sou todo dele’. Sede fiel ao noivo, corajosa na adversidade, cheia de zelo pelo bem dos outros. Caridade e união entre vocês, caridade com todos…”

1848

Um Novo Sacrifício

Pede permissão à Santa Sé para deixar sua ordem religiosa e assim poder ajudar à sua mãe idosa em Veneza; o documento pontifício o autoriza a exercer seu ministério como sacerdote diocesano.

1855

Pároco em Veneza

O Patriarca de Veneza confiou-lhe a paróquia dos Santos Ermagora e Fortunato a quem ele dedicou toda a sua energia, mas depois de três anos as condições precárias de saúde forçaram-lhe a retirar-se para Monza no nascente Instituto das Sacramentinas, que ele dirigiu espiritualmente durante oito anos.

1863

Retorno para sua família religiosa

No dia 18 de maio, após a morte de sua mãe, o padre Manini retornou à sua família religiosa e formou parte da comunidade no Colégio de Santa Maria di Carrobiolo, em Monza, onde trabalhou zelosamente no ministério das confissões na igreja dos Barnabitas e nas Filhas de Caridade.

1865

Consultor Provincial

No capítulo geral, Padre Manini é eleito Consultor Provincial, Reitor da casa de Carrobiolo e Mestre de noviços.

1869

Fica doente

Ficou gravemente doente de hidropisia, o médico aconselhou-o a deixar Milão para respirar um ar mais saudável e foi para Martinengo Bergamo con seu amigo, Monsenhor Sinibaldo Conti.

1872

Falece em Martinengo

Depois de ter vivido esta doença dolorosa com grande espírito de fé, ele morreu em Martinengo (Bergamo) em 2 de abril.

© SITE OFICIAl  FILHAS DA DIVINA PROVIDÊNCIA
Via Matteo Bartoli, 255 – Roma - Italia
fdpcuria@tin.it